Pintando com Tinta Acrílica: Como Retardar a Secagem das Tintas na Paleta

As tintas acrílicas são especiais para trabalhos artísticos mais rápidos. Por sua facilidade de manuseio, são mais usadas por iniciantes, e ideais para dar efeitos de transparência, sobreposição de cores e velocidade no geral.  Por isso, a secagem delas é bem rápida.

A acrílica é diluível em água e atóxica. Versátil, ela pode ser aplicada em diversas superfícies. Como é de composição plástica, a acrílica, quando seca, apresenta um aspecto firme e brilhante, e há a possibilidade de se fazer belas texturas com a ajuda de gessos acrílicos ou com as próprias tintas.

Porém, há muitos artistas – inclusive eu – que optaram pelas acrílicas, não para obter seus efeitos práticos, mas para se livrar da toxicidade das tintas a óleo.

Pois é, há esses pontos a serem analisados na pintura. As tintas a óleo são intencionadas para efeitos mais trabalhados: esfumatos, degradês, complexidades de luz e sombra, hiper-realismo, etc. Por isso, a secagem da tinta a óleo é bem mais lenta, levando cerca de 3, 4 dias para ser considerada seca de fato (na verdade, dependendo das camadas de tinta, ela pode demorar até anos para secar totalmente, 100%, mas, em mais ou menos 3 ou 4 dias, pode-se tocá-la, transportá-la e ter as camadas externas seguras em relação à secagem). As tintas a óleo têm uma manutenção que exige mais cuidados, como a limpeza dos pincéis com produtos específicos, o uso correto dos solventes (óleo de linhaça, terebintina), o local da execução do trabalho – que deve ser arejado, e, principalmente, o cuidado com todos esses tóxicos. Entretanto, as tintas oleosas oferecem uma variedade de cores maior que as acrílicas, e sua textura é mais suave e fluida.

Muitos artistas deixaram um pouco de lado a leveza natural dos óleos, e passaram a usar as tintas acrílicas com a mesma função das oleosas. E, sim, dá muito certo! E ainda por cima, a gente acaba se livrando do cheiro forte das tintas a óleo e de seus elementos de manutenção. Ainda prefiro a maleabilidade dos óleos, mas optei pela minha saúde (abandonei de vez as tintas oleosas comuns, mas uso uma alternativa bem ecológica que intercalo com as acrílicas; falarei dela futuramente).

A substituição é de grande fidelidade. Não de 100%, obviamente – até porque, na tela, as acrílicas te dão um tempo curto pra se fazer as misturas; diferente das oleosas, que vc pode aplicar as cores, por exemplo, de manhã e misturá-las num degradê no fim da tarde – mas, é beeeeem satisfatória.

Só tem um porém: os efeitos mais elaborados precisam de uma secagem mais lenta. Então, as complexidades que são permitidas pelas tintas a óleo, conseguem sim se adaptar aos acrílicos; mas, é um pouco mais complicado.

Ocorre o seguinte: para, por exemplo, pintar um rosto hiper-realista com acrílica, o ideal – e menos dificultoso – é a secagem da tinta na paleta ser lenta, devido às cores da pele, luz, sombra, textura que precisam ser colocadas em efeito na superfície. Então, as tintas têm de ser constantemente umidificadas. Tem que ficar molhando, ou aplicar às tintas, já na paleta, o gel para matizar.

O gel deixa as tintas um pouco mais diluídas, e, ficar umedecendo-as a cada dez minutos, às vezes atrasa a execução da pintura.

Qual a melhor solução então?

Nos EUA é comum o uso das paletas do tipo Stay-Wet (“fica úmido”). Esse tipo de paleta consiste em uma espécie de ‘caixa’ de plástico bem plana e retangular. Dentro dela, vai uma espuma também plana e retangular, e, por cima, a paleta em si, um papel parecido com Canson para aquarela.

01-16-07-2016

Eu tenho Masterson’s Sta-Wet, e é excelente! As tintas ficam molinhas na paleta por até uns 4 dias!

Mas não é só colocar as tintas lá e pronto; tem um esquema correto pra montar essa paleta e fazer com que as tintas demorem a secar.

O papel que será a paleta, deve ficar por 15 minutos imerso em água fervida. Enquanto isso, começa a montagem interna.

Colocada a espuma dentro da ‘caixa’, derrama-se água bem gelada sobre essa espuma, de modo a molhá-la, mas sem encharca-la. Depois dos 15 minutos do papel na água quente, ele é tirado da imersão e colocado por cima da espuma. Está pronta! Agora é só colocar as tintas sobre o papel/paleta e começar a pintar! Essa umidade permite que as tintas adquiram um atraso natural na secagem, e ficam no ponto certo pra pintar! Ah, e a tampa deve ser colocada sobre a paleta sempre que as tintas não forem utilizadas.

02-16-07-2016

Mas, e se eu não tenho a paleta do tipo stay-wet?

A minha espuma da Sta-Wet rasgou, e os papéis para paleta se acabaram, então também estou nessa situação de não poder contar com ela. Mas nada está perdido! É só fazer as substituições!

A ‘caixa’ deve ser um recipiente plano, com tampa, de preferência de plástico ou algum material que não seja madeira nem papelão, pra que a umidade não o destrua. A espuma plana, também é fácil de encontrar. Eu não tinha por perto, então usei aqueles paninhos de limpeza, e dobrei-os de modo que ficassem com os cerca de 5 mm da espuma da Masterson’s Sta-Wet. Deu certo. E depois, mesma coisa, coloca-se a espuma/tecido dentro do recipiente e a água bem gelada por cima, tomando cuidado para não encharcar.

04-16-07-2016

05-16-07-2016

05-16-07-2016

Para o papel da paleta, eu peguei um Canson reciclado (160g) e o dobrei, pra aumentar um pouquinho à gramatura. Também deixei o papel por 15 minutos imerso na agua fervida. Depois, coloquei-o por cima do tecido gelado, e pronto! A ‘stay-wet gambiarra’, ou melhor, improvisada, está pronta! Eu consigo manter minhas tintas acrílicas úmidas, molinhas por 4 dias!

06-16-07-2016
07-16-07-2016
08-16-07-2016
09-16-07-2016

É legal também dar uma leve sacudida no papel antes de colocá-lo sobre a espuma/tecido, para tirar o excesso de água. Aconteceu ali que eu não fiz isso, então, a tinta vermelha e as de tons terrosos ficaram borradinhas na paleta. Mas, nada que tenha comprometido as outras tintas. Então, pude deixar assim mesmo.

Fiz outra experiência: Colocar apenas água em temperatura ambiente na espuma ou tecido e no papel, também dá certo? Dá sim. Mas o papel acaba grudando no tecido, e, quando testei, a umidade das minhas tintas permaneceu por menos tempo. O choque térmico da espuma/tecido com água bem gelada e a paleta com água quente, é importante pra manter a uniformidade, ordem e facilidade no manuseio das tintas, além do tempo prolongado da secagem.

As tintas acrílicas que uso são da Acrilex. Eu as prefiro por não utilizarem ingredientes de origem animal em sua composição, e a empresa também não realiza testes em animais.

Gostaram da dica? Comente suas experiências com as tintas acrílicas!!

Até mais! 🙂

18 comentários sobre “Pintando com Tinta Acrílica: Como Retardar a Secagem das Tintas na Paleta

    1. Oi Mark!
      Nesse post eu falo sobre um método de retardar a secagem das tintas acrílicas na paleta. É voltado para todos. Quem entenderá melhor, porém, será quem já tem contato com as tintas acrílicas, justamente por já saber como elas funcionam. As tinta acrílicas secam muito rápido. Então, o método é basicamente colocar a paleta de tintas sobre uma superfície úmida. Essa umidade irá retardar o processo de secagem das tintas na paleta, pois a água mantém as tintas, ‘moles’, longe da secagem. Quando secam, perdem a água contida e adquirem um aspecto plástico. É só isso. Pra pintar com elas, é como pintar com qualquer outra tinta, porém, o tempo de secagem NA TELA ou em outra superfície será rápido, então, é preciso se atentar a isso. Se pintei um rosto, por exemplo, não posso colocar as cores do rosto lá e deixar pra fazer a mistura depois. É preciso já colocar as cores e fazer a junção delas quase que imediatamente. O método de retardar a secagem das tintas é apenas para elas não secarem rápido demais na paleta e não dificultar o manuseio. 😉

    1. Oi Marlene!
      Como a Fernanda já disse, não pode mesmo não, justamente por isso, uma é à base d’água e outra à óleo – não se misturam. O único jeito no qual que dá pra usá-las juntas é pintar um pouco a superfície com tinta à óleo, esperar secar, e depois de seca a tela, continuar com a acrílica. As duas ao mesmo tempo não combinam entre si.

      Se a tinta não seca, nas próximas vezes, você pode misturar à tinta à óleo o Secante de Cobalto, ou o Liquin para acelerar a secagem. A tinta à óleo demora pra secar mesmo, entre 3 e 7 dias mais ou menos em temperatura ambiente e camadas de tintas não muito grossas. Se há muitas camadas de tinta à óleo, ou se a textura ficou bem espessa, ou ainda, se havia muito óleo de linhaça na diluição, a secagem vai demorar mais um pouco mesmo. Tem que ter paciência. 🙁

      No geral, para a tinta a óleo secar 100%, pincelada por pincelada, pode até demorar anos, dependendo da textura. A “prova do toque” mostra a secagem superficial; por dentro ela ainda pode estar no processo da secagem. Por isso, pinturas à óleo devem ser bem armazenadas e receber cuidados necessários quando se trata de transporte.

      Abraço! ^^

  1. Olá boa noite, gostava de saber o tempo que tenho que esperar para a pintura acrilica (sem solventes) seque para começar com a nova camada? Estou a pintar umas peças em madeira e não sei quanto tempo esperar ate pintar a segunda camada?

    Muito Obrigada!

    1. Oi Isaura!
      Então, depende da espessura da camada. Uma camada mais fina leva uns 5, 10 minutos; uma mais espessa leva um pouco mais. Varia, mas o tempo é sempre curto. A camada só precisa estar seca. Vai fazendo testes com leves toques do pincel na superfície pintada para ver se está totalmente seca. 😉

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *