Os Elementais – Parte 1

24-11-2015-01

Imagine um mundo repleto de luz. Um mundo todo resplandecente, com lindas flores e árvores de diversas espécies. Borboletas e passarinhos voam e esboçam tímidos sorrisos, enquanto suas cores preenchem os corações dos observadores.

Até aí, tudo bem, né? Imagine, agora, que esse reino vegetal sublime é rodeado fadas, sereias, gnomos, silfos, salamandras e vários outros seres do gênero, todos com sua beleza peculiar e energia divina. E agora, imagine que esse mundo é real. Sim, real. Palpável. Que podemos ver com nossos próprios olhos, sentir com nosso próprio tato e transformar essas sensações em emoções puras.

Conseguiu visualizar? Quem achou que eu estivesse falando de um novo gameda Disney, errou. Esse mundo que pedi para que imaginasse existe. E o mais interessante: esses seres existem! Existem aqui. No Brasil. Na cidade. No bairro. Na Lagoa do Taquaral. Na sua casa. Pasme: Eles existem em qualquer parte do mundo!

Fadas, sereias, gnomos, silfos, salamandras, e todos os seres desse gênero são os chamados seres Elementais. Também são denominados de Elementares ou Espíritos da Natureza.

Estes seres, coloridos, de tamanho pequeno ou próximo do humano, mas muito reluzentes, são os responsáveis pela dinâmica da natureza, ou seja, pela atuação dos 4 elementos: Terra, Água, Ar e Fogo. Daí vem o termo elementais.

24-11-2015-02

“Alma da Barra”, 30x40cm, Acrílica sobre papel - Camila Lagoeiro

24-11-2015-03

“Pleno”, 30x40cm, Acrílica sobre papel - Camila Lagoeiro

Uma flor que nasce, correntes de ar que seguem a uma direção, mudanças climáticas, ondas do mar, controle do fogo, são algumas das ações desempenhadas por essas criaturas. Os elementais são bem estudados no espiritismo. Vivem numa dimensão, digamos,‘inferior’ em relação aos humanos, o chamado Reino Elemental. São um tanto quanto ingênuos (pois obedecem a tudo que pedimos, pedidos ‘bons’ ou ‘ruins’), mas extremamente poderosos. Têm um coração puro, desenvolvimento mental muito grande, e beleza indescritível. Não há comprovação científica de sua existência. Mas, temos que levar algo importante em consideração: a ciência não é a única responsável pelas descobertas da vida; é aliada e essencial, mas não única. Nós, seres vivos, não somos feitos apenas de carne, osso e cérebro racional: temos nossa formação emocional e espiritual (lembrando: diferente de religião).

A forma física dessas pequenas energiassão descritas por diversas fonte como semelhantes às dos seres humanos. Tipo a Sininho do Peter Pan, no caso das fadas.Ou a Sereia Iara, no caso dos elementais das águas. São bem próximos das lendas, dos mitos e do folclore.

Uma flor, cujas pétalas começam a se formar, teve todo aquele processo de fecundação, maturação, etc. Mas, a energia que conduz esse feito é dos Seres da Natureza – neste caso, reponsáveis pelo elemento Terra, como duendes.

Uma fogueira, contam vários médiuns, nunca se acenderia sem ação dos elementais do fogo. As salamandras guiam e colocam toda sua vibração para que as chamas se formem por completo.

Uma inspiração que um artista têm, muitas vezes são sugestões ‘sopradas’- quando não por seres do Reino Angélico –  por fadas, silfos e outros elementais do ar.

As sereias e nifas, nas águas, cantam de modo tão sutil, que apenas codificamos como um som de natureza muito agradável, fazendo com que desfrutemos do ambiente com prazer. Elas controlam as ondas dos mares, os fluxos dos rios, e energizam as nossas águas.

24-11-2015-04

“Side Saddle” - Josephine Wall

Mas, a pergunta que não quer calar: por que não os vemos?

Simples, porque somos densos, e, deste modo, nossos olhos se fecham a algumas dimensões. A energia desses seres é muito sutil. Algumas pessoas conseguem vê-los, mas todos nasceramcom o privilégio de poder observá-los: basta se desenvolver espiritualmente, construindo bons hábitos, bons pensamentos e bons sentimentos, de modo a elevar a vibração energética pessoal e, assim, estar consciente dos mundos que vão além do físico. As lendas e o folclore não existem à toa, e não são apenas frutos de invenções: o ser humano é que ainda não despertou para essa realidade. Mas está no caminho de despertar. E há muito o que aprender com os elementais!

Continua…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *