Arte, Trabalho & Respeito

A gente trabalha. E muito. A gente tem o poder pra mudar o que não está satisfatório. Então, façamos isso. Não sejamos escravos. Não fiquemos atados a opiniões alheias, crenças limitantes, medo de desagradar, medo de agir.

Temos que viver em abundância, riqueza de ideias, de respeito por si e de vontade de fazer um mundo melhor, adquirindo, consequentemente, a prosperidade financeira. Ganhos são a manifestação da energia de solidez, da terra, que nos põe no chão e nos equilibra. Somos seres humanos/espirituais, e precisamos do que está ‘em cima’ e do que está ‘embaixo’. Equilíbrio. “A arte é algo tão sublime que não pode ser comercializada” (inclui-se aí todas as artes). Já ouviu isso? Eu já. E muito. E sabe o que se ouve também? “As plantas são tão sublimes…”; “A medicina é tão elevada…” E ainda assim pagamos por elas.

Somos profissionais. Servimos à sociedade. Não se acostume a ser menosprezado por ter um trabalho que “parece um lazer”. É muito útil, e exige de sua energia vital. Tenha gratidão infinita! E não viva de migalhas. Continue fazendo tudo com amor, atraia e escolha a abundância. Você merece. Você dá sanidade a um mundo caótico. E isso é muito.

“Imigração do Japão ao Brasil” / Técnica Mista
Camila Lagoeiro

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *