Opostos, Meios Termos e Meios Tons

Aqui no mundo em que a gente vive, na dimensão em que a gente vive, as ‘coisas opostas’ – digamos assim – sempre foram bem definidas. Ou está frio ou calor, ou em cima ou em baixo, ou branco ou preto, sim ou não, e por aí vai. Mas aí começou a acontecer (na verdade sempre aconteceram, mas de uns tempos pra cá vieram com força), umas coisas diferentes: o tempo passou a não ser nem quente e nem frio; o preto e o branco passaram a criar o cinza… E um meio termo se animou em fazer parte das respostas.

Então, as coisas aqui na Terra passeiam basicamente por essas três definições: uma resposta “sim”, ou uma resposta “não”, ou o meio termo. E olha o que aconteceu: O meio termo passou a sofrer certo “preconceito”. Sim, pois, muitas vezes, o que não é sim nem não é entendido como indecisão, insegurança.

“RGB” | Camila Lagoeiro | 30x40cm | Técnica Mista

No desenho e na pintura, temos os contrastes de luz e sombra (os opostos), que, quando bem utilizados, apresentam efeitos incríveis! Mas temos também os meios tons. Os cinza-médios, os cinza-claros, os cinza-escuros. Não são nem luz nem falta de luz absoluta, são meios tons. E sabe o que esses meios tons fazem? Enriquecem os contrastes! Pois é. Trazem mais informação à composição. Humm… Então os contrastes absolutos estão “errados”? Ora, os contrastes podem tanto andar harmoniosamente sozinhos quanto junto aos meios tons!

Uma pintura ou um desenho compostos apenas por meios tons também fica maravilhoso. Mas, e se acrescentarmos os contrastes de luz e sombra aos meios tons, o que acontece? Adivinha: a composição se enriquece! Logo, os meios tons podem tanto caminhar sozinhos quanto junto aos contrastes.

Ir além dos opostos é uma grande descoberta. Agregar meios termos e meios tons é expandir a percepção. O ‘sim’, o ‘não’ e o ‘talvez’ (ou ‘os dois’) andam bem sozinhos ou acompanhados. É só permitir. E questionar! Só “sim” e “não” não é obrigação.

Até mais! ^^

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *