Arquivos mensais: janeiro 2017

Desenho Realista Simples com Caneta Bic (Parte 1)

Que tal começar o ano dando um up na sua mente com arte?? Com uma técnica nova? Um jeito diferente de se trabalhar, para complementar seu ofício atual? Ou ainda, por que não colocar em prática alguma coisa que você estava adiando há bastante tempo? Pra ajudar nisso, hoje falo sobre como fazer um desenho realista simples usando apenas uma caneta Bic!! ^^ E nessa primeira parte, apresento uma espécie de preparação para iniciar o desenho.

07011701

Há muitos artistas em todo o mundo, profissionais ou não, que fazem desenhos realistas e hiper-realistas incríveis, utilizando só um papel e a caneta do estilo Bic. E os trabalhos desses artistas, realmente, têm uma qualidade e uma paciência admiráveis!!

Aparentemente,  pra quem não é do meio das artes, desenhar com caneta pode parecer impossível. Então, vamos desmistificar isso.

Pela experiência que tenho desenhando e observando a reação das pessoas, a primeira coisa que noto que impede um artista ou um não artista a desenhar é a crença: “ah, não sei desenhar!”;  “só desenho homenzinhos de pauzinhos”; “não sei desenhar um rosto”, “não sei desenhar um animal”, e por aí vai. E depois desses pensamentos (ou antes) vem um sentimento de impotência. E todo o corpo dessa pessoa responde a esses pensamentos e sentimentos guardados. O que está na mente subconsciente e consciente passa pelo o corpo físico como se fosse um líquido que percorre toda a sua circulação. Logo, a coordenação motora é afetada por esses pensamentos e sentimentos. E quando você pega o lápis e o papel para desenhar, advinha  que acontece? Você trava. Então, se você quer desenhar, a primeira coisa que deve pensar e sentir é apenas: “Agora estou desenhando”.  Só isso. No presente. E conforme você trabalhando esta nova crença, você começa a ampliar essa percepção, incluindo novas ideias: Exemplos: “Estou desenhando um rosto”; “Já posso desenhar”; “Tenho a capacidade de desenha, mesmo não sendo profissional”; “Sou grata(o) por desenhar o que eu quiser, sem me importar com o julgamento dos outros”.

Não será um desenho trabalhoso não, será simples, pra dar possibilidades maiores e mais fáceis de se trabalhar os traços e os tons. Vamos lá?!

O desenho com apenas uma ferramenta, exige uma variedade de pressões e levezas do traçado no papel, bem como a quantidade e o espaçamento dos traços, a fim de se obter diferentes nuances. Então, antes de começar a desenhar, faça esse exercício aqui:

07011702

Explore as tonalidades. Pressionando mais fortemente a caneta no papel, e deixando os traços bem juntinhos, encontramos um tom mais escuro. E, conforme a gente vai soltando mão, diminuindo a pressão da caneta no papel e separando um pouco mais os traços, os tons ficam cada vez mais claros. Treine até obter segurança.

Na próxima semana, eu mostro todo o passo a passo do desenho, beeem detalhadinho!

Até lá! ^_^